Pensamento Político

Site do Laboratório de Pensamento Político – PEPOL/Unicamp

Dilemas da tradução do marxismo na periferia: Antonio Gramsci e os fundamentos dos Subaltern Studies

A edição n. 102 da revista Lua Nova publica artigo de Camila Góes:

GÓES, C. Dilemas da tradução do marxismo na periferia: Antonio Gramsci e os fundamentos dos Subaltern Studies. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, n. 102, p. 299-351.

Resumo: Este artigo busca analisar os usos realizados do pensamento de Antonio Gramsci na Índia com Subaltern Studies. Detemo-nos, com maior ênfase, à análise da primeira fase do grupo, ao longo dos anos 1980, marcada pela influência do pensamento gramsciano e pela liderança do historiador Ranajit Guha. A proposta consiste em situar a discussão subalternista no âmbito da circulação das ideias de Gramsci em contextos periféricos, adotando como contraponto o caso latino-americano, em particular através da produção dos gramscianos argentinos e brasileiros. Além de incidir no específico objetivo de destacar a internacionalização das ideias do marxista italiano, buscaremos examinar, de modo subjacente, a forma como a própria obra de Marx foi repensada nesses contextos a partir da influência gramsciana, tendo como hipótese tratar de tentativas de tradução do marxismo para a periferia do capitalismo. Buscamos demonstrar essa hipótese através da análise pormenorizada das teses subalternistas, bem como sugerir pontos de encontro com latino-americanos, em especial àqueles vinculados às revistas Pasado y PresentePresença.

Disponível em <http://ref.scielo.org/gw5ksk>.

Comments are currently closed.